Rússia 1-4 Dinamarca: Dinamarqueses passam aos “oitavos”

A Dinamarca garantiu o segundo lugar do Grupo B com uma fantástica vitória sobre a Rússia. Andreas Christensen e Joakim Mæhle marcaram golos decisivos e os dinamarqueses triunfaram por 4-1 no Parken Stadium.

O jogo em poucas palavras

A Rússia entrou bem no encontro e Aleksandr Golovin viu Kasper Schmeichel negar-lhe o golo logo nos minutos iniciais. Mas a Dinamarca também criava perigo, com Pierre-Emile Højbjerg a rematar a rasar o poste, antes de Mikkel Damsgaard, aos 38 minutos, marcar mesmo, com um fantástico remate em arco que não deu quaisquer hipóteses de defesa a Matvei Safonov.

Ainda assim a Dinamarca precisava de mais um golo, que acabou por aparecer numa falha de Roman Zobnin, quepermitiu a Yussuf Poulsen elevar para 2-0. Porém, seguiu-se um pequeno contratempo numa noite de sonho para os dinamarqueses, com Artem Dzyuba a reduzir a desvantagem russa na transformação de um penálti.

Um golo que não abalou a Dinamarca. A jogar em casa, esta partiu em busca de novo golo e foi recompensada quando Christensen fez o 3-1 num remate certeiro, de primeira, a 30 metros do alvo. Logo depois, ainda os festejos mal tinham acabado, já estavam a começar de novo: Mæhle deambulou pela área Rússia e atirou para o 4-1. De São Petersburgo também vinham boas notícias, com a Bélgica a bater a Finlândia por 2-0 e a festa não mais parou em Copenhaga, com o apuramento para os oitavos-de-final confirmado.

Estrela do Jogo: Andreas Christensen (Dinamarca)

“Bem a defender, ainda teve tempo para ajudar o ataque com um belíssimo golo”
Peter Rudbæk, Observador Técnico da UEFA

Reacções

Kasper Hjulmand, seleccionador da Dinamarca, em declarações ao EURO2020.com: “Faltam-me as palavras para mostrar admiração por esta equipa. São muito fortes, todos eles. Também quero agradecer ao país e em especial aos adeptos presentes no estádio. O carinho que nos transmitiram foi uma injecção de energia imensa”.

Stanislav Cherchesov, seleccionador da Rússia: “Agradeci aos rapazes pelo que fizeram. Estavam preparados e moralizados para este jogo, mas as coisas não nos correram de feição. Podíamos ter aproveitado as oportunidades que tivemos na primeira parte mas não conseguimos, depois ainda por cima sofremos um golo numa meia oportunidade e não fomos capazes de reentrar na luta pelo resultado. Que isto sirva de lição e agora é hora de olhar para o futuro”.

Principais estatísticas

  • A Dinamarca segue para a fase a eliminar pela primeira vez desde 2004.
  • A Dinamarca é a primeira selecção da História a apurar-se para a fase a eliminar depois de perder os dois primeiros jogos da fase de grupos.
  • Com 20 anos e 353 dias, Damsgaard tornou-se no mais jovem jogador dinamarquês de sempre a marcar numa fase final de um EURO.
  • A Rússia só não sofreu golos em um dos seus últimos 11 jogos em fases finais do EURO.
  • O golo de Christensen foi apenas o seu segundo pela Dinamarca em 44 internacionalizações.
  • Dzyuba chegou aos 30 golos pela Rússia, igualando o recorde de Aleksandr Kerzhakov.

Equipas

Rússia: Safonov; Mário Fernandes, Diveev, Dzhikiya, Kudryashov (Karavaev 67), Kuzyaev (Mukhin 67); Ozdoev (Zhemaletdinov 61), Zobnin; Aleksei Miranchuk (Sobolev 61), Golovin; Dzyuba

Dinamarca: Schmeichel; Christensen, Kjær, Vestergaard; Wass (Stryger 60), Hojbjerg, Delaney (Jensen 85), Mæhle; Braithwaite (Cornelius 85), Poulsen (Dolberg 60), Damsgaard (Nørgaard 72)

Fonte: UEFA

Choice your Language

portugal ~ primeira liga livescore

Comments
All comments.
Comments