Champions League: Benfica 2-2 Ajax

Benfica e Ajax empataram a dois golos na primeira mão dos oitavos de final, resultado menos penalizador do que em edições anteriores, pois os golos fora de casa já não fazem a diferença em caso de igualdade nas duas partidas, pelo que os encarnados ganharam o direito a sonhar na Liga dos Campeões.

A entrada em cena da equipa de Nélson Veríssimo foi a esperada, aceitando a superioridade dos neerlandeses, velozes, confiantes, atrevidos, através do drible de Antony e Tadic, poderosos por via de Haller, pressionante na figura de toda a equipa, que defendia no meio campo benfiquista. E assim chegou ao primeiro, pessionando Grimaldo, que recebeu mal e permitiu que Mazraoui fizesse cruzamento perfeito para mais do que perfeito disparo de Tadic.

Reação do Benfica, tímida, mas real, Vertonghen insiste num pontapé de canto e cruza para… Haller, melhor marcador da Liga dos Campeões, com 11 golos, empurrar para a própria baliza.

O Ajax puxou dos galões, voltou a dominar e a marcar, Haller fez valer a sua qualidade na área e o 2-1 aparece com naturalidade. A chegar ao intervalo, o 3-1 andou perto, Lisandro Martínez acertou no poste.

O Benfica voltou outra equipa após o intervalo. Mais trabalhadora, mais determinada a recuperar a bola rapidamente, obrigando o Ajax a trabalhar e criando perigo. Os neerlandeses, por Lisandro Martínez uma vez mais, quase faziam o 3-1, contra a corrente do jogo, mas a superioridade das águias fazia-se sentir e o 2-2 chegaria mesmo, através de Yaremchuk, que fez recarga de cabeça a bola mal defendida por Pasveer.

O Benfica aceitou o 2-2 e o Ajax também, apesar de ter terminado a partida na área encarnada.

Fonte: ABOLA

Choice your Language
Comments
All comments.
Comments