Lyon vence Ajaccio

O Olympique Lyon venceu esta sexta-feira o Ajaccio por 2-1, jogo inaugural da Ligue 1 (França) de 2022/23, disputado no Estádio Groupama, em Lyon, marcado pela expulsão do guardião internacional português Anthony Lopes aos 27’ (após entrada sobre Mounaim El Idrissy) e o regresso de Alexandre Lacazette à equipa local, muito celebrado.

O brasileiro Tetê, emprestado pelo Shakhtar Donetsk, inaugurou o marcador para os anfitriões aos 12’, assistido por Lacazette [foto de capa].

O mesmo Alexandre Lacazette, de volta ao clube onde se notabilizou antes de rumar em 2017 ao Arsenal a troco de €53 M, de volta a Lyon a ‘custo zero’, ampliou para 2-0 aos 22’, na conversão de um penálti, a punir falta de Avinel sobre Tetê. Muito aplaudido o avançado internacional francês pelos adeptos da equipa da casa. E bem fez por merecer.

O jogo, que até aí parecia sem história e de sentido único, virou por completo com o lance em que Anthony Lopes foi protagonista e viu o cartão vermelho direto, aos 27’. El Idrissy, combalido após ser ‘atropelado’ pelo guardião português, demorou a recuperar, atordoado e assistido de pronto no relvado.

Da falta – penálti, assinalado pelo árbitro, Benôit Bastien, e convertido por Thomas Mangani para a formação da Córsega aos 31’ -, resultou o 2-1 e a inferioridade numérica dos locais. Sendo certo que na 2.ª jornada, em que o Ol. Lyon visita Lorient, no dia 14 do corrente mês, Anthony Lopes deverá cumprir suspensão e não é opção para o encontro.

Com o Ajaccio, de regresso ao escalão maior de França após nove anos de ausência, a passar a acercar-se da baliza já defendida por Rémy Riou, guardião suplente dos anfitriões -que teve de entrar, sendo Aouar o sacrificado pelo técnico Peter Bosz na equipa local (substituído pelo guarda-redes) – mudou por completo a tónica do encontro.

O duelo resvalou para a virilidade, com picardias, despiques e choques constantes. Ao décimo cartão exibido pelo árbitro, ainda na primeira parte (!) – oito ‘amarelos’ e dois ‘vermelhos’ nos primeiros 45’- também o Ajaccio ficou reduzido a dez unidades e se voltou à primeira forma: dez para dez em campo.

Romain Hamouma, que já tinha sido admoestado aos 33’, viu a segunda cartolina amarela (e a vermelha logo a seguir) aos 45+4’, ao atingir Lucas Paquetá com o cotovelo, para desespero do técnico dos corsos, Olivier Pantaloni. A segunda parte foi mais equilibrada, com o Lyon a reequilibrar o controlo das operações e a gerir a vantagem, mas o resultado não sofreu alteração.

Os três pontos ficaram em casa para a equipa que tenta, 14 anos após o último de sete títulos de campeão de França de rajada (de 2001/02 a 2007/08) chegar à vitória na maior prova doméstica pela oitava vez no seu historial, e assim igualar o palmarés de Mónaco e Nantes no campeonato francês – mais, só o trio Marselha, PSG e St. Étienne, com dez vitórias, cada um deles.

Confira os resultados da 1.ª jornada da Ligue 1:

Sexta-feira, 5 de agosto:

Ol. Lyon-Ajaccio, 2-1

Sábado, 6 de agosto:

Estrasburgo-Mónaco (16 horas)

Clermont-Paris Saint-Germain (20 horas)

Domingo, 7 de agosto:

Toulouse-Nice (12 horas)

 Lens-Brest (14 horas)

Montpellier-Troyes (14 horas)

Lille-Auxerre (14 horas)

Angers-Nantes (14 horas)

Rennes-Lorient (16.05 horas)

Ol. Marseille-Stade Reims (19.45 horas)

Fonte: ABOLA

Choice your Language
Comments
All comments.
Comments